A Polícia Judiciária Civil do Paraná confirmaram que dois mandados foram por falta de pagamento de pensão alimentícia, um por roubo e outro por tráfico de drogas

Do estádio para delegacia. Foi assim a tarde do último domingo, para quatro pessoas que foram até a Arena da Baixada acompanhar o jogo entre Atlético-PR e Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro. As informações foram confirmadas pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) e diretoria do Furacão.

As pessoas que estavam com os mandados de prisão em aberto foram identificadas no momento de validar a entrada no estádio pelo sistema de biometria. Os quatro foram direcionados até a Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe) e na sequência entregue a Polícia Civil.

Foi confirmado que dois mandados foram pela falta de pagamento de pensão alimentícia, um por roubo e outro por tráfico ilícito de drogas.

A biometria

O sistema biométrico adotado na Arena da Baixada é o pioneiro no Brasil e foi instalado em 2015. De início, o sistema servia para a torcida organizada do Atlético-PR, mas em setembro de 2017, no clássico diante do Coritiba, houve uma ampliação, e todo o aparato tecnológico expandiu para todos setores de entrada do estádio. Nesse jogo, um torcedor do Coxa foi flagrado pelas câmeras de segurança ao tentar quebrar uma cadeira. Após a identificação, foi acionado o sistema biométrico.

Para acessar as dependências do estádio é obrigatório o cadastro biométrico, mesmo estando em posse do ingresso ou bilhete do evento esportivo.

A intenção é garantir a segurança das pessoas que vão até a Arena da Baixada acompanhar eventos esportivos. O convênio é firmado entre o TJ-PR, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp), o Instituto de Identificação do Paraná, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) e a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

A biometria faz parte de um convênio firmado – em julho do ano passado – entre o TJ-PR, a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp), o Instituto de Identificação do Paraná, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) e a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

Arena da Baixada em dia de jogo do Atlético-PR. Foto: Assessoria/Atlético-PR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui