Dados apontados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), prevê safra 5,2% inferior à de 2017. Entretanto, o Estado de Mato Grosso aparece na pesquisa liderando a produção de Algodão Herbáceo (em caroço) e soja (em grão). A quinta estimativa de 2018 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas totalizou 228,1 milhões de toneladas, redução de 12,5 milhões de toneladas se comparadas com o ano anterior.

Algodão Herbáceo (em caroço) – A estimativa da produção foi de 4,7 milhões de toneladas, aumento de 4,5% em relação a abril. Os maiores aumentos foram no Mato Grosso (144,7 mil toneladas) e na Bahia (57,5 mil toneladas). No Mato Grosso, a estimativa da produção foi de 3,1 milhões de toneladas (aumento de 4,9% em relação a abril) e área plantada de 765,2 mil hectares (aumento de 5,2%). Já o rendimento médio foi reavaliado com redução de 0,3%. O Mato Grosso é o maior produtor brasileiro de algodão, representando 66,8% da estimativa da produção para 2018. Na Bahia, a estimativa da produção foi de 1,1 milhão de toneladas, aumento de 5,7% em relação ao mês anterior. A área plantada aumentou 1,6%, totalizando 264,2 mil hectares, e o rendimento médio, aumento de 4,0%. O clima tem beneficiado as lavouras no oeste do estado.

Soja (em grão) – A estimativa da produção brasileira de soja, de 115,8 milhões de toneladas, aumentou 0,1% em relação ao mês anterior, com mais um recorde de produção nacional. Houve atualização das produções do Mato Grosso (+0,7% ou 220,3 mil toneladas), Goiás (+0,1% ou 7,0 mil toneladas) e Tocantins (-3,5% ou 92,5 mil toneladas), com suas produções alcançado, respectivamente, 31,4, 11,7 e 2,6 milhões de toneladas. Em relação a 2017, a produção brasileira de soja cresceu 0,7%, em decorrência da área plantada, que aumentou 2,6%. Ao todo, foram cultivados 34,8 milhões de hectares, o que representa 56,9% de toda a área cultivada com cereais, leguminosas e oleaginosas do país.

Deixar uma resposta

Entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome aqui.