Recurso no qual o deputado estadual Wilson Santos (PSDB-MT) é réu foi negado pelo juiz federal Raphael Cazelli de Almeida Carvalho, da Oitava Vara da Justiça Federal em Mato Grosso. O recurso na qual o parlamentar responde por fraude à licitação e improbidade administrativa, foi protocolado pela defesa da Conspavi Construção e Participação Ltda. Wilson teria, supostamente, causado um prejuízo de R$ 10 milhões aos cofres públicos, valor atualizado em R$ 20 milhões. A decisão é do dia 28 de junho.

A acusação refere-se ao parlamentar quando o mesmo ainda era prefeito do município de Cuiabá e aponta supostas irregularidades na condução das obras do Rodoanel, na capital, durante a sua gestão à frente da prefeitura da capital.

Deixar uma resposta

Entre com seu comentário!
Por favor, entre com seu nome aqui.