“A política está em um momento de transformação”, diz Leonardo Oliveira, candidato a deputado estadual


Ex-vereador de Cuiabá, Leonardo Oliveira agora busca a candidatura como deputado estadual pelo partido Partido Popular Socialista (PPS). Com quase 15 anos de experiência na vida pública, o candidato considera que o quadro político atual está em processo de mudanças. “Eu acredito que a política está em um momento de transformação e renovação”, disse ele em entrevista exclusiva ao Portal Leiagora.

Oliveira conta que sua base principal é Cuiabá, Várzea Grande e Baixada Cuiabana, além de Diamantino, Alto Paraguai, Nobres, Jangada, e alguns municípios do Nortão e do Araguaia. “Nós pontuamos algumas cidades. Nós vamos trabalhar, em média, de 45 a 50 cidades”, esclareceu.

Se eleito deputado, Leonardo diz que pretende focar na educação e no esporte. Segundo ele, há muita dificuldade e falta de investimento na área do esporte. Além disso, ele declarou que deve haver uma união entre a educação e o esporte. “A gente acredita que é o grande potencial de transformação de uma sociedade”, pondera.

De acordo com Leonardo, sua coligação, que compreende o PPS e o PSB, possuindo cerca de 30 candidatos em cada uma das chapas, deve fazer três deputados estaduais. “Não tem ninguém eleito (…), mas eu acredito muito em três candidatos eleitos na chapa do PSB e PPS”, afirmou.

Apoiando Wellington Fagundes para governador, ele diz que não está por dentro dos bastidores da política e questões partidárias, mas ele considera uma disputa difícil, pois os eleitores estão cansados do trabalho realizado pelos políticos que estão atuando no momento. “A única maneira de mudar é no voto, não temos outra maneira de mudar esse sistema se não for na renovação no voto e na escolha”, disse.

Segundo Oliveira, votos nulos e brancos contribuem para manter o quadro atual político, dificultando as mudanças necessárias. “Vamos escolher, não vamos fazer abstenção ou voto nulo, porque isso, queira ou não queira, vai manter quem vocês não estão querendo. Então, eu acho que é o momento da população analisar bastante.”

Apaixonado por política, ele diz que se inspira no seu tio, Dante de Oliveira, ex-governador do estado, falecido em 2006, que, segundo ele, gostava do que fazia e estava sempre no meio do povo. “Hoje é um absurdo, nós temos deputado que não conhece Cuiabá, tem deputado de fora que não sabe onde ficam os bairros de Cuiabá e foi o quarto ou quinto mais votado”, alega. Então, acho que é isso que a população tem que atentar. E tem que escolher, tem que participar”, finaliza.

Direto da Redação, Maisa Martinelli

10 recomendado
comments icon 0 comentários
bookmark icon

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *