Cerca de 60 expositores devem participar do Show Safra em Lucas do Rio Verde

17 de janeiro de 2019


A Fundação Rio Verde, em Lucas do Rio Verde, receberá entre os dias 26 e 29 de março o Show Safra BR-163. O evento contará com 60 empresas expositoras, que devem colocar seus produtos nos lotes demonstrativos. Devem expor fabricantes de máquinas, implementos, insumos e serviços agrícolas, além de produtos voltados para pecuária, cursos e palestras. Serão mostradas ao público diferentes tecnologias voltadas para as principais commodities agrícolas produzidas em Mato Grosso.

Em setembro o solo começou a ser preparado pela fundação e em dezembro foi iniciado o plantio nas vitrines demonstrativas. Até o primeiro dia do evento todas estarão prontas para a chegada dos visitantes. “Assim como as máquinas, implementos e outros produtos que estarão expostos no Show Safra, as tecnologias aplicadas se tornam palpáveis aos visitantes por meio das vitrines demonstrativas que possibilitam o acesso direto ao processo utilizado e seus resultados nas culturas implantadas”, disse o diretor de Pesquisa da instituição, Fábio Pittelkow.

A Fundação Rio Verde realiza várias pesquisas agrícolas durante o ano e quem visitar o Show Safra poderá ter acesso aos resultados desses estudos, conforme Pittelkow. “A fundação realiza no decorrer da safra diversos ensaios experimentais com objetivo de que os resultados e conhecimento gerados cheguem a toda cadeia do agronegócio de forma clara, transparente e que possa auxiliar nas tomadas de decisões no dia a dia do campo.”

A área estimada para o plantio de milho em Mato Grosso é de 4,66 milhões de hectares. Até agora aproximadamente 2% da área foi semeada no estado, com destaque para as regiões Nordeste, Oeste, e Médio Norte, que plantaram 1,99%, 1,65% e 1,40% respectivamente, da área total. Isso significa que no comparativo com o mesmo período de 2018, o plantio está 1,28% adiantado. O motivo é o avanço considerável na colheita de soja no estado. Houve uma redução no acumulado em grande parte das regiões por conta da previsão de chuvas. Isso pode auxiliar para o adiantamento da colheita da soja e, logo, para o plantio do milho. Porém segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), as condições de tempo permanecem sendo um ponto de atenção nesta safra, uma vez que existe a possibilidade de acontecer o fenômeno El Niño.

Na última semana o milho fechou valorizado em Mato Grosso, com média de R$ 22,37. Ainda de acordo com o Imea, o motivo foram as melhores ofertas no mercado interno, somadas à recuperação da Bolsa de Chicago.

Direto da redação, Bruno Bortolozo

12 recomendado
comments icon 0 comentários
bookmark icon

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *