Dupla Vander e Wagner traz o melhor do sertanejo em um bate-papo animado no LTV; vídeo

14 de dezembro de 2018


O LTV desta sexta-feira está recheado de muita música e alegria. Nosso apresentador Iury Lupaudi recebe a dupla sertaneja Vander e Wagner para um bate-papo mega descontraído.

Há quase 17 anos no mercado, os várzea-grandenses contam que a família sempre foi envolvida com a música. Wagner iniciou a carreira com uma outra dupla sendo primeira voz. A ideia de cantar com o irmão mais novo surgiu quando a dupla tinha um show agendado e o outro rapaz desistiu de ir. Foi então que Vander foi convidado a cantar, para que a dupla não ficasse desfalcada no evento. A partir daí, o potencial de voz do caçula foi descoberto. “Na época eu fazia a primeira voz, aí eu descobri que ele tinha uma voz bem potente, uma voz boa de cantar mesmo, aí a gente parou um ou dois anos, e eu fui estudar pra ser segunda voz”, revela Wagner.

O cantor explica que existe uma técnica específica para ser segunda voz, destacando a importância dela para a melodia. “A segunda voz, na verdade, é a parte fundamental da primeira voz (…). É muito difícil de aprender, tanto é que fiquei um ano pra aprender”, diz ele, lembrando que suas grandes inspirações foram Leandro e Leonardo, Zezé Di Camargo e Luciano, Chrystian e Ralf, que, segundo ele, são as segundas vozes mais difíceis do sertanejo.

Questionado sobre quem é sua grande referência musical, Vander é enfático ao dizer Guilherme e Santiago. “Adoro o timbre de voz deles”, revela.

Dedicados, fizeram questão de compor várias músicas do CD da dupla, que possui 14 faixas. E a dupla conta uma novidade: em breve vão lançar o clipe de “Copo de Cerveja”, um dos seus grandes sucessos.

Muito apegados à família, os irmãos contam que o pai, Dorival da Silva, desempenha um papel fundamental na vida e na carreira deles. “O inspirador da gente sempre foi ele. (..) Eu aprendi meus primeiros acordes com ele”, afirma Wagner.

Inseridos no universo sertanejo, que tem crescido muito ultimamente, inclusive com a inserção de mulheres, os cantores veem como algo positivo. “Mostra a força que a mulher tem”, considera Wagner. Vander cita as mato-grossenses Maiara e Maraisa como um exemplo de mulheres que deram certo no ramo, demonstrando um empoderamento feminino.

Com agenda lotada de shows, a dupla faz sucesso na noite cuiabana e costumam se apresentar em bares e eventos não só da capital, mas do interior também. Questionados sobre como é a convivência dos irmãos por passarem tanto tempo juntos viajando e fazendo shows, eles consideram que trabalhar em família é algo positivo.

Extremamente profissionais, Wagner afirma que dão o melhor de si para agradar o público, seja em um mega evento ou em lugares de menor proporção. “Não importa se estamos cantando para duas ou três pessoas, ou para dez, vinte mil pessoas. O nosso show, o mesmo estilo que a gente faz em barzinhos é o mesmo estilo que vamos fazer em um show de exposição. É a mesma energia que a gente leva para o palco”, argumenta.

Confira o vídeo e veja a entrevista completa, além de curtir as melhores músicas na voz da talentosa dupla:

Direto da Redação, Maisa Martinelli/ Iury Lupaudi

9 recomendado
comments icon 0 comentários
bookmark icon

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *