Com ministros de Bolsonaro, senador cobra FEX para pagar salários de servidores de MT

11 de janeiro de 2019


Em uma reunião no início da semana, o senador José Medeiros (Podemos) cobrou dos ministros da Casa Civil, Onix Lorenzoni, e da Secretaria Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, o pagamento de R$ 400 milhões do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX) para Mato Grosso.

Coordenador da bancada federal mato-grossense no Congresso Nacional, Medeiros fez um relato da real situação financeira do estado e a urgência na liberação dos recursos para amenizar o impacto da crise. Conforme ele, o recurso seria usado, principalmente, para pagamento do salário dos servidores públicos estaduais, já que na semana passada o governador Mauro Mendes (DEM) apresentou um escalonamento dos salários dos servidores, bem como do 13º salário.

“É inadmissível que todos os anos a novela do FEX se repita. Coloquei a situação para os ministros, que se mostram sensíveis em resolver o problema. Na próxima semana, pretendo me reunir com o presidente Jair Bolsonaro para expor a situação do estado e cobrar prioridade na liberação do fundo”, disse Medeiros. Ele destacou ainda, o empenho dos parlamentares para a liberação do recurso no final do ano passado. “Pressionamos para que o FEX fosse liberado dentro do prazo, que era 31 de dezembro. Infelizmente, não foi possível. O Governo Federal não se mostrou sensível em resolver o problema”.

O parlamentar também garantiu ao governador Mauro Mendes empenho da bancada federal em ajudar o estado a sair da crise e retomar os investimentos que tanto a população mato-grossense almeja. “A bancada ajudando o governador Mauro Mendes destravar algumas questões em Brasília, como a liberação de FEX e os outros recursos. Nós vamos atuar para aproximar o governo de Mato Grosso do presidente Bolsonaro”.

O senador lembra que o pagamento do FEX não é uma “esmola” que a União dá aos estados. “O fundo foi criado para compensar financeiramente os estados exportadores depois que a Lei Kandir isentou a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de produtos destinados à exportação. Mato Grosso é o estado que tem a maior participação na distribuição dos recursos do FEX. Por isso, não podemos ficar de pires nas mãos implorando por um direto nosso”, destaca o coordenador da bancada.

No encontro com os ministros, Medeiros discutiu também a importância do Governo Federal para ajudar Mato Grosso a resolver um dos seus principais gargalos, que é a infraestrutura. O parlamentar pediu o compromisso do governo Bolsonaro para destravar as obras da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) e da duplicação da BR-163.

 

Direto da Redação, Sandra Costa com informações da Assessoria

2 recomendado
comments icon 1 comentário
bookmark icon

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *